Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Guardando coisas



Sexta-feira, 22.07.11

A mata pode ser melhor

A Mata pode ser melhor

 

Enquanto autarca com funções executivas na Junta de Freguesia no anterior mandato pude acompanhar os projectos elaborados pelos responsáveis florestais pela Mata da Machada . O volumoso caderno que então entregaram continha ideias interessantes que então nos pareceram passíveis de melhorar aquele pulmão da cidade do Barreiro.

Não faltava um novo circuito de manutenção, um centro equestre  que possibilitasse passeios a cavalo pela mata aos seus visitantes, um novo circuito de manutenção, o aproveitamento-da casa do guarda para um espécie de posto de turismo e bar de apoio, a revitalização do viveiro existente á entrada talvez com sua cedência para esse efeito á CMB.

Fizemos então a nossa parte e rápidamente  procedemos à vedação dos poços contando para isso com a colaboração da CMB e chegámos a indicar um cidadão ligado ao mundo equestre que mostrava algum interesse em explorar aquela possibilidade que a mata da machada proporcionaria

A CMB também desenvolveu o Centro de educação ambiental que tem uma actividade interessante. Mais recentemente a Junta de Freguesia  de Palhais renovou os assadores. Pode-se assim dizer que as autarquias locais fizeram os seus TPC mesmo sendo a mata responsabilidade do governo através dos seus serviços florestais.

A retirada anual da madeira que a mata produz arrecadando o rendimentos que a sua venda proporciona e não investindo nenhum dele é quase exclusivamente a única tarefa que o verdadeiro dono da mata, o governo, visível.

O usufruto semanal da Mata para um saudável futebolada domingueira, por entre a areia e as casacas e raízes de eucalipto , permite ajuizar do elevado numero de cidadãos que ali se deslocam para praticarem um variado numero de modalidades desportivas e que para além dos pontos de água não podem contar com mais qualquer apoio.

Fácil e alegremente também é fácil verificar que muitos escolhem aquele espaço verde para efectuarem picnics com as suas famílias e amigos e que a sua quantidade por vezes  é desproporcionada ás mesas de apoio ali disponiveis para esse efeito.

Também é fácil constatar o esforço que muitos desses convivas são obrigados a efectuar desde a entrada até á zona dos assadores a transportar os seus mantimentos em sacos, arcas ,garrafas , talheres e mantas.

A proibição do transito automóvel na mata é uma boa prática, sobretudo neste período estival, mas não seria de todo descabido que se facilitasse a vida a quem quer conviver gastronómicamente na mata que lhes fosse proporcionado um meio de transporte para os seus haveres, afinal  não é assim que fazemos todos os dias nas mais variadas superfícies comerciais? Juntar uma medida deste género ás restantes, pensadas mas não aplicadas, e insistir na sua execução só poderia trazer mais visitantes a este espaço vital do concelho e proporcionar-lhes uma qualidade superior para o seu usufruto .

Barreiro, 1 de Junho de 2011

Autoria e outros dados (tags, etc)

por guerrilheiro às 08:04


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Julho 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Posts mais comentados